Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2011
Toda a gente me pede para parar, para abrandar um pouco, porque com tanta coisa vou-me cansar e estourar. Ainda ninguém percebeu que parar me mata, me dói, me faz pensar que nada fez sentido. Parar significa pousar os pés no chão e enfrentar uma realidade que eu não quero, não sei enfrentar. Parar faz-me perceber tudo o que está mal em mim, o que não sei controlar, o que não quero ver. Por favor, não me peçam para parar, principalmente se não me conseguem ajudar a lidar com isso.
"Não me perguntem quem sou, nem me peçam para permanecer sempre igual"
Sei que não sou perfeita. Sei que nem perto lá estou. Sei que não gosto nem quero magoar as pessoas. Sei que de uma forma ou de outra acabo sempre por fazer tudo errado e magoá-las.
Hoje apetece-me gritar! Porque quando tento dizer as coisas como as sinto, quando ajo conforme o que estou a sentir, só consigo fazer mal. Parece que tudo o que é autêntico em mim é negativo.
Hoje estou assim. Sinto-me errada em tudo. Parece que acordei ao contrário. Sentei-me no sofá a comer, comer e comer. À espera que a comida me trouxesse a energia que acho que preciso para me levantar e sorrir. Mas nem a comida nem nada hoje muda as coisas.
Hoje estou triste e melancólica e apetece-me chorar. Hoje sinto uma raiva enorme, uma merda qualquer que não sei explicar como se o coração me saísse do peito. Sinto vontade de dar uma carga de porrada em alguma coisa. Sinto vontade de me abraçar à almofada e chorar até amanhã de manhã.
Hoje n…