Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2011
Um dia destes, vou acordar, ver o sol brilhar  e sentir esse calor no meu peito - aí onde costumava estar os meus sentimentos, a minha vontade, a minha força, a minha vida toda a querer sair para o mundo. Aí onde agora tenho um buraco, porque já não me reconheço nem sei quem sou. Mas um dia destes,
um dia destes, eu sei...

Eu luto, eu tento, mas é difícil

Todos os dias tento partir para a luta. Às vezes consigo aguentar-me durante algum tempo, mas acabo por cair de novo. Parece um vicio, uma praga, um vírus que me apanhou e nunca me vai largar. E tenho medo mesmo que nunca me venha a largar. Vivo como se fosse duas pessoas - a psicóloga e a paciente - ouço-me e respondo, mas o lado da paciente ganha sempre e a psicóloga nunca consegue fazer vencer os seus argumentos. Eu sei que ela tem razão, mas não sei bem porquê não consigo fazer o que ela diz. Quando a psicóloga fala, parece fácil e a paciente pensa logo "eu consigo fazer isto, eu consigo alcançar o equilíbrio, eu consigo ser essa pessoa", mas quando chega a noite e a paciente fica sozinha - quando o namorado vai para casa e toda a gente já dorme -, aí não há psicóloga para ninguém, só a paciente e o seu problema. E ela é capaz de devorar tudo se a compulsão vier, tudo o que há em casa, sem pensar, quase sem saborear, até ficar mal-disposta. Depois, a paciente culpa-se, ir…

O meu voto :)

Depois de muita reflexão, chegou o dia de ir votar e lá fui. Votei e senti-me tranquila. Sabia perfeitamente em quem não ia votar, nunca votei neles, não posso dizer que nunca votarei, mas acho pouco provável. Nunca estive muito ao lado dos grandes partidos e mesmo entre os maiores, sempre apoiei mais os pequenos.  Desta vez surgiu a oportunidade de votar num partido diferente, pequeno, novo. Estive na dúvida, voto neles, valerá a pena o meu voto num partido novo e tão pequeno? E depois concluí: "Claro que sim! Se eles defendem aquilo em que eu acredito ou pelo menos são os que estão mais próximo disso, vale a pena! O que não faz sentido é votar num partido em que não acredito a 100% só para não 'desperdiçar' o meu voto num partido que 'não tem hipóteses' como muita gente me disse...". E, depois de ontem ouvir algumas conversas, depois de ouvir pessoas a gozar com este pequeno grande partido, percebi que era mesmo neles que queria votar, pois os seus ideais faz…