Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2008
Ano novo, vida nova?

Às vezes ponho-me a pensar e não entendo porque raio se criaram os anos. São apenas mais uma maneira de nos mostrar que o tempo passa e que a vida é, realmente, curta. Ou então são um pretexto para se apanhar a bela de uma bebedeira. É verdade.
Poucos são aqueles que vêem o ano novo como o início de algo. Renascimento. Não estou a julgar ninguém, também poucas vezes, ou até nenhuma foi esse o significado do ano novo para mim. Até porque, por esse ponto de vista o fim do ano seria como o Natal, quando homem quer. hoje, amanhã, todos os dias... Porque todos os dias renascemos, enfrentamos novas barreiras, traçamos novos objectivos. Cada dia é uma vida.(É mais fácil dizer do que fazer, é preciso um bom esforço para saber levar a vida dessa maneira, mas recompensa)

Talvez em 2009 eu faça tudo o que prometi fazer nos anos anteriores e não fiz. Talvez não.
Não sei. Vou deixá-lo chegar, recebê-lo com carinho e boa disposição. Sei que me trará momentos muito importantes e ma…

Meditar

Uma vela acesa, um pau de incenso... Luz, pouca. Uma música de fundo calma. Sentada no meio do quarto, tranquila, relaxada, sem pensar em nada.

Talvez até desligue a música e a luz.

Fica o silêncio.

Silêncio.

Ah, que dia bom o de hoje. Sinto-me feliz apenas de o ter vivido, mesmo que não tenha acontecido nada de especial. Mas é bom quando, à noite, relembramos o nosso dia e somos capazes de sorrir com essa simples lembrança.
Obrigado a todos que fazem parte da minha vida e que todos os dias me dão uma razão para sorrir quando os relembro.
É por isso que gosto de relaxar e meditar um pouco. Dá-me a oportunidade de perceber como a vida é cheia.
"Inês, Inês, Inês... Tens de fazer isto e aquilo, tens de tomar uma decisão, tens de saber!"

"Porquê?"

Porque é que tenho de saber tudo? Eu não sei nada, nem quero saber. Não preciso dessas certezas. Não sei que profissão quero ter, não sei com quem vou ficar, não sei com que idade vou ter filhos, nem com que idade vou sair de casa. Não sei o que vou fazer amanhã sequer. Nem quero saber, tenho medo de saber.

Quero apenas continuar a fazer muitas das coisas que hoje faço. Quero pintar, desenhar, ler, escrever, saborear o silêncio e os bons momentos, ultrapassar os maus; manter os bons amigos e fazer novos e quero amar também. Sim, amar. Porém, sem ver no amor uma tomada de posse. Quero simplesmente gostar, sem tretas nem confusões.

Porque é que o ser humano tem a mania de complicar os sentimentos?

Enfim, quanto mais penso, mais me chateio.

("Pensar incomoda como andar à chuva" Alberto Caeiro)

Pessoa Complicada

Eu, que sempre me considerei uma pessoa simples , reparo agora que sou bastante complicada. Eu que nunca tive dificuldade em gostar e assumir uma relação, deparo-me agora com um medo enorme. E porquê? Não sei. Ou até sei mas não me apetece agora relembrar, porque sei que já ultrapassei isso. Só que para mim a confiança é muito importante e, portanto, quando traem a minha confiança ´preciso bastante tempo e trabalho para voltar a tê-la.
E é por isso que me custa assumir uma relação e dizer "Eu namoro." E não tem nada a ver com a moda de hoje em dia das curtes.
Simplesmente gosto da sensação de liberdade que consegui alcancei sozinha, sinto-me bem assim.
Tenho pessoas de quem gosto muito, uma familia fantástica e amigos maravilhosos. Sei que nem sempre estamos todos reunidos, mas de certa forma estamos sempre lá.
Existe alguém que me faz bem e que eu gosto de ter por perto, mas ainda não o suficiente para partilhar este sentimento de plenitudo e tranquilidade.
Eu gosto, todavia n…

A Idade de Ser Feliz

"Existe somente uma idade para a gente ser feliz, somente uma época na vida de cada pessoa em que é possível sonhar e fazer planos e ter energia bastante para realizá-los a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente e desfrutar tudo com toda intensidade sem medo nem culpa de sentir prazer.Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança e vestir-se com todas as cores e experimentar todos os sabores e entregar-se a todos os amores sem preconceito nem pudor.Tempo de entusiasmo e coragem em que todo desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO, e quantas vezes for preciso.Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se PRESENTE e tem a duração do instante que passa." Mário Quintana
Gosto de me sentir assim, sentir que atinji a tranquilidade e que nada pode destruir aquilo que conquistei até hoje

S…