Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2018

Respirar fundo e não reagir

Até me considero uma pessoa calma e tranquila, mas às vezes, o lado agressivo e impaciente vem ao de cima. E normalmente acontece nos momentos mais desadequados. Muitas vezes, vamos guardando coisas para nós, não dizemos o que nos irrita a determinado momento, porque não vale a pena, não queremos magoar as pessoas, etc. E em vez de nos deixarmos sentir e transmitir o que sentimos, escondemos e achamos que desaparece. Mas isso não acontece, ele fica só bem escondido no meio dos nossos pensamentos, pronto para saltar cá para fora num momento em que não é chamado. Nããoo! 
E, assim, sem pensar e sem dar por ela, estamos a meio de uma conversa perfeitamente normal e lá sai uma resposta da nossa parte bem mais agressiva do que esperávamos. Ai, mas agora já está, não vale a pena pensar mais nisso, passou. Pois, o problema é que normalmente escala, e a conversa torna-se uma discussão e depois num verdadeiro conflito. E, no final, vou para casa a pensar: mas que raio, nem sei como é que a conver…

Que seja eterno enquanto dura...

Ainda não percebia nada destas coisas das relações (ainda hoje continuo sem perceber muito) quando ouvi pela primeira vez a minha tia a dizer "Que seja eterno enquanto dura". E nunca mais me esqueci dessa frase tão simples e que diz tanta coisa. Demorou algum tempo até eu perceber o verdadeiro sugnificado, pelo menos para mim. Passaram-se anos, passou-se a adolescência, passou aquela altura de achar que final do namora era o fim do mundo, que nunca mais ia gostar de ninguém e essas lamechices todas. Sim, tenho uma visão muito diferente das relações hoje em dia, e uma visão muito diferente das relações que quero para mim, mas na altura era assim. Hoje acho que incorporei a frase da minha tia na minha vida. Eu quero sempre que seja eterno, até chegar ao seu fim. E o fim pode ser, daqui a um mês, um ano ou uma vida. Mas enquanto existir amor, vamos vivê-lo bem, vamos aproveitar ao máximo e vamos deixar as coisas mesquinhas de fora.  Há uns anos vivi um amor que, se tanto, durou …

Descobri o melhor desodorizante!

Sim, é verdade, na página Um ano Sem Lixo, encontrei a solução! Já tinha experimentado alguns desodorizantes naturais e vegans, mas nenhum até hoje funcionava comigo. Eu suo bastante, e o meu suor tem um cheirinho um bocado intenso, então a coisa ficava complicada. Entretanto desisti e estava ausar um desodorizante em spray da nivea, de homem, que funcionava bastante bem. Mas um dia... apareceu-me o post do blog Um Ano Sem Lixo, e fez-se luz! Algo me disse para experimentar e não me arrependo!
Tive de fazer ligeiramente diferente, porque não tinha alguns ingredientes, portanto usei: - 3 colheres de sopa de óleo de coco - 2 colheres de sopa de amido de milho - 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio - 7 gostas de óleo essencial de lavanda
Misturei tudo até ficar assim:
Se estiverem num sítio frio como eu, vão ter de derreter o óleo de coco primeiro! :P Eu estava perto do aquecedor e aproveitei o quentinho que de lá vinha e foi o suficiente para conseguir misturar o amido de milho, depois o bi…

A minha 1ª pasta de dentes caseira!

Neste momento de mudança, decidi experimentar fazer, pela primeira vez, uma pasta de dentes caseira. Não foi preciso pesquisar muito para encontrar uma receita simples, fácil e rápida. Resta-nos ver, como é que a coisa corre depois.
Usei uma receita da página Trash is for tossers, onde podem encontrar imensa informação para começarem a produzir menos lixo.
Aqui vai e é super simples: - 2 colheres de sopa de óleo de coco - 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio - 10-20 gostas de óleo essencial
É só misturar tudo! Ah, se estiverem num sítio frio como eu estou o óleo de coco vai estar sólido e não dá para misturar, por isso têm de aquecê-lo, passando o frasco em água quente, ou colocando em banho maria, ou às vezes só estando um pouquinho perto do aquecedor já faz o efeito. Depois é bem fácil de misturar. Eu usei óleo essencial de hortelã, fica com um cheirinho bom fresquinho e deixa a boca assim também!
Fiquei super contente e orgulhosa por ter feito a pasta e ter dado mais um pequeno passinh…

Porque é que a inveja é um sentimento feio?

Dizem que a inveja é um sentimento muito feio. Eu digo que não há sentimentos feios, mas a verdade é que se calhar ninguém nos ensinou a sentir e gerir alguns sentimentos. Simplesmente se diz que são sentimentos feios, maus, negativos, que não é suposto sentirmos. Se calhar, se dedicássemos mais tempo e perceber estes sentimentos, eles não tinham um efeito tão "negativo" em nós, porque saberíamos exatamente o que significam, porque os sentimentos e o que fazer para melhor lidar com eles e ultrapassá-los. Eu posso senti-me feliz e de bem com a vida e ainda assim ter momentos em que me sinto triste, frustrada, chateada, etc. Não quer dizer que eu seja menos feliz. Todos os sentimentos fazem parte da minha vida e da minha história. Mas eu comecei a falar sobre a inveja e se a inveja é um sentimentos muito feio, peço mil desculpas a quem não gosta da inveja. Mas pior do que sentir inveja, é senti-la e não a reconhecer. Mas a inveja que sinto não me faz querer mal a ninguém, acho q…

Pequenas mudanças

Desde o início do ano que ando mais focada em minimizar a quantidade de lixo que produzo e, ao mesmo tempo, optar por opções naturais para diferentes situações.
Sim, nós produzimos muito lixo com as coisas mais simples. Agora cada vez que olho para o meu caixote do lixo, fico a pensar "porquê?", não há razão para tanto lixo, tanto plástico, tanto papel. Principalmente, quando vou às compras, chego a casa e arrumo tudo, retiro das embalagens (de papel ou plástico) e zás, lixo! Sem dar por ela, já está o lixo cheio, assim, sem mais nem menos.
Por outro lado, se tenho alternativas naturais para alguns produtos que compro, porque não utilizá-las? E algumas são mesmo a coisa mais simples do mundo. Eu fiz a minha primeira pequena mudança e estou contente. Penso que nos próximos tempos não vou comprar mais produtos para limpar a casa (excepto chão). Ainda tenho em casa alguns produtos que ainda não decidi se os uso até acabar ou se deixo de parte para alguma "emergência". M…