Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2015

nada

Acordo e não me sinto.  Sei que estou e que existo, simplesmente por que sei, porque ontem existia. Mas levanto-me e sinto que a realidade não me pertence, que não faço parte deste mundo, que alguém se enganou e me enviou num comboio para o sítio errado.
Olho as pessoas e cumprimento-as, esperando que não vejam o mesmo que eu, uma estranha num mundo que não é seu.
Como voltar ao normal? Como tornar esta realidade minha? E sentir-me parte disto, em vez de me sentir uma peça de lego que não encaixa?
É uma espécie de vazio sem razão de ser. Não é tristeza, nem melancolia, nem medo. É só um nada no meio do peito que não me deixa sentir.

?

adorava saber o que quero fazer. para onde quero ir. quem quero ser.
ou talvez não.
gosto desta desta incerteza, embora por vezes ela me engula.
o futuro assusta-me pela possibilidade da rotina segura.
apesar de, por vezes, atraente, não a quero.
talvez nunca tenha querido, mesmo quando ma queriam dar.
se o que eu quero são janelas abertas,
não posso dizer-te que vou ficar.
o meu chão sempre tremeu
mesmo debaixo dos meus pés.
há dias que sossega,
mas fica sempre o tremor
de quem quer ir e ficar.
já me custa saber onde estou hoje,
quanto mais falar-te sobre o amanhã.