Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2016

Meu piriquito

Eu vou continuar a tentar.
Podes rejeitar. Gritar. Espernear. 
Eu vou respeitar o teu tempo. Vou-me aproximar devagar. Vou deixar-te controlar. 
Temos tempo, temos calma, temos amor.
Podes tentar afastar-me, vou eu vou sempre voltar a tentar.
Eu sei que não é fácil para ti; pequenas coisas são grandes desafios por vezes.
Eu talvez tenha pressionado demasiado, mas eu vou dar um passo atrás.
Vou fazer tudo o que estiver ao meu alcance.
Só não vou desistir.
Porque gosto de ti e vejo muita beleza em ti.
Porque vejo em ti muito potencial.
Porque acredito em ti.
Eu vou continuar.~

Estas crianças.

Quando elas olham para ti e sorriem de felicidade. Quando conquistas aquele pedacinho de céu. Aquele olhar, aquele toque. Quando a birra acaba e tudo é brincadeira.

Estes pequenos momentos, estas vitórias gigantes. São estas crianças que fazem valer a pena tudo. São estas crianças que dão significado aos meus dias agora. Cada pequena conquista enche-me o coração e faz-me sentir tão quentinha.
Sinto-me pequenina à vossa beira, porque vocês são enormes e têm tanta energia dentro de vocês.  Hoje devo-vos tudo. Porque é por vossa causa que sorrio, é por vossa causa que luto, é por vocês que aqui estou, são vocês que me motivam. Provavelmente não sabem, nem sequer reparam muito em mim. Mas eu reparo em vocês e vocês são a minha razão.

Vou.

Vou, em breve. Vou, em breve, e tenho medo. Medo do que vou deixar e do que poderei encontrar. Medo que a vida me escape enquanto vou, medo de ficar a perder, medo de que o salto termine em queda. Tenho medo. Medo do que vai lá estar, medo de quem serei, do que farei. Mas tenho também muita vontade. Vontade da vida, de ir sem saber. Vontade do desconhecido, de ir só, de arriscar. Tenho vontade de ir e de me perder. Tenho tanta vontade que tenho medo e tenho tanto medo que morro de vontade.  Dei um passo e arrisquei. Não há volta atrás. Eu vou, vou sozinha, vou comigo, vou com força e com vontade de ser mais e de encontrar mais para mim e para a vida que quero construir. Vou com entusiasmo e energia, com ansiedade e medo, com alegria de por uns tempos viver uma vida diferente.